Pesquisar este blog

segunda-feira, 21 de julho de 2014

SUBSTÂNCIA QUÍMICA

OS ÁTOMOS DOS ELEMENTOS QUÍMICOS SE REÚNEM DAS MAIS VARIADAS MANEIRAS, FORMANDO MOLÉCULAS E AGLOMERADOS IÔNICOS.
AS UNIÕES DE ÁTOMOS SÃO REPRESENTADAS POR FÓRMULAS QUÍMICAS QUE UTILIZAM OS SÍMBOLOS DOS ELEMENTOS QUÍMICOS E ÍNDICES NUMÉRICOS PARA INDICAR A QUANTIDADE DE CADA ÁTOMO NO CONJUNTO (MOLÉCULA OU AGLOMERADO IÔNICO)
 
EXEMPLO:
 
SUBSTÂNCIA: HÉLIO (presente no ar)
FÓRMULA: He
COMENTÁRIO: ÁTOMOS ISOLADOS DILUÍDOS NO AR.

QUÍMICA: ENERGIA E SISTEMA

ENERGIA É A CAPACIDADE DE REALIZAR TRABALHO. TUDO QUE É CAPAZ DE MOVIMENTAR A MATÉRIA POSSUI ENERGIA.
ALGUMAS FORMAS DE ENERGIA:
 
 - CINÉTICA (RELACIONADA A VELOCIDADE);
 - POTENCIAL (DEPENDE DA POSIÇÃO DO CORPO);
 - TÉRMICA;
 - LUMINOSA;
 - SONORA;
 - MECÂNICA;
 - ELÉTRICA;
 - QUÍMICA;
 - NUCLEAR.
 
TODAS AS FORMAS DE ENERGIA PODEM CONVERTER-SE UMAS NAS OUTRAS; TODAVIA, A ENERGIA TOTAL DO MEIO EM ESTUDO PERMANECE CONSTANTE.
 
EXEMPLO: PILHA EM OPERAÇÃO CONVERTE SUA ENERGIA QUÍMICA EM ELÉTRICA, QUE PODE SER CONVERTIDA EM LUMINOSA E TÉRMICA NA LÂMPADA DE UMA LANTERNA.
 
SISTEMA: PORÇÃO (DE MATÉRIA) DO UNIVERSO ISOLADA PARA ESTUDO. AMBIENTE OU MEIO AMBIENTE É A PARTE DO UNIVERSO NO QUAL O SISTEMA ESTÁ INSERIDO.
 
LEMBRANDO QUE MATÉRIA É TUDO QUE TEM MASSA E OCUPA LUGAR NO ESPAÇO.

A PECUÁRIA E O POVOAMENTO DO INTERIOR DO BRASIL

NO INÍCIO DA COLONIZAÇÃO DO BRASIL, A CRIAÇÃO DE GADO ERA FEITA NO LITORAL, DENTRO DOS ENGENHOS DE CANA-DE-AÇÚCAR.
COM O PASSAR DO TEMPO, OS REBANHOS AUMENTARAM E O GADO FOI LEVADO PARA O INTERIOR ONDE HAVIA MAIS ESPAÇO PARA A CRIAÇÃO.
NO NORDESTE, FOI NA REGIÃO DO RIO SÃO FRANCISCO QUE O GADO ENCONTROU MELHORES CONDIÇÕES, COMO ÁGUA E PASTAGENS NATURAIS.
SURGIRAM, NESSA REGIÃO, MUITAS FAZENDAS DE GADO E, POR ISSO, O RIO SÃO FRANCISCO FOI CHAMADO RIO DOS CURRAIS.
O COURO FOI A GRANDE RIQUEZA PRODUZIDA PELA PECUÁRIA.
ELE ERA APROVEITADO PARA FAZER QUASE TUDO NO SERTÃO: ROUPAS, CALÇADOS, MÓVEIS E ARREIOS PARA ANIMAIS.
NO SUL DO BRASIL QUE O GADO ENCONTROU MELHORES CONDIÇÕES PARA O SEU DESENVOLVIMENTO.
FORAM OS JESUÍTAS QUE TROUXERAM AS PRIMEIRAS CABEÇAS DE GADO.
AS GRANDES FAZENDAS DE GADO ERAM CHAMADAS DE ESTÂNCIAS, NA QUAL PRODUZIAM CARNE SECA, COURO E CRIAVAM REBANHOS DE MULAS PARA VENDER NAS REGIÕES DAS MINAS DE OURO.
OS COMERCIANTES DE GADO LEVAVAM OS ANIMAIS ATÉ A CIDADE DE SOROCABA / SP, ONDE ERAM REALIADA A FEIRA DE GADO.
MUITAS CIDADES BRASILEIRAS SURGIRAM COM OS RANCHOS E POUSADAS NA QUAL SERVIAM DE DESCANSO PARA OS TROPEIROS.
MAIS TARDE, O GADO PASSOU A SER CRIADO EM MINAS GERAIS, MATO GROSSO E GOIÁS.

sábado, 19 de julho de 2014

5 MITOS HISTÓRICOS

1 - BENJAMIN FRANKLIN DESCOBRIU A ELETRICIDADE.
 
2 - VAN GOGH CORTOU SUA PRÓPRIA ORELHA.
 
3 - CRISTÓVÃO COLOMBO ESTAVA TENTANDO PROVAR QUE A TERRA ERA REDONDA.
 
4 - ALBERT EINSTEIN REPROVOU EM MATEMÁTICA.
 
5 - NEWTON DESCOBRIU A GRAVIDADE QUANDO UMA MAÇÃ CAIU EM SUA CABEÇA.
 
FONTE: DISCOVERY

OS 10 LUGARES MAIS BONITOS DO MUNDO

FONTE: DISCOVERY

1 - GRAND CÂNION - ESTADOS UNIDOS

2 - GRANDE BARREIRA DE CORAIS - AUSTRÁLIA

3 - MACHU PICHU - PERU

4 - ILHAS MALDIVAS - OCEANO ÍNDICO

5 - ILHAS PHI PHI - TAILÂNDIA

6 - DOIS IRMÃOS E BAÍA DOS PORCOS - BRASIL

7 - SANTORINI - GRÉCIA

8 - CATARATAS DO IGUAÇÚ - FRONTEIRA BRASIL E ARGENTINA

9 - SALAR DE UYUNI - BOLÍVIA

10 -CANADIAN ROCKIES - CANADÁ

sábado, 12 de julho de 2014

PORTUGUÊS: O PODER DA VÍRGULA

Foto: Bem interessante... #Fato.

HISTÓRIA: A INVASÃO HOLANDESA AO BRASIL


A INVASÃO HOLANDESA AO BRASIL
Holanda e Portugal eram aliados na comercialização do açúcar.
A Holanda refinava e distribuía o açúcar brasileiro para toda a Europa, obtendo grandes lucros.
No ano de 1580, essa situação mudou porque o rei de Portugal morreu sem deixar herdeiros.
Felipe II, rei da Espanha, era seu parente mais próximo e passou governar Portugal. Assim o Brasil, que era colônia de Portugal, ficou sob domínio da Espanha.
Nessa época a Espanha estava em guerra com a Holanda e proibiu os holandeses de fazer comércio do açúcar brasileiro.
Os holandeses, interessados em continuar com esse comércio, resolveram invadir o Brasil.
A primeira invasão foi em Salvador, em 1624. A população reagiu e com ajuda de um bispo conseguiram expulsar os holandeses no ano seguinte.
A 2º invasão foi em Pernambuco, em 1630, pois era o maior centro produtor de açúcar. Matias de Alburquerque, junto com escravos, lutaram muito, mas foram vencidos pelos holandeses.
Os holandeses dominaram o Brasil por 24 anos.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

HISTÓRIA: A CANA-DE-AÇÚCAR E O DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE BRASILEIRO

             Na época da colonização do Brasil, o açúcar era um produto raro e muito valioso.
Todo o açúcar usado na Europa era comprado no Oriente por preços muito altos.
Por isso, o governo português decidiu iniciar o cultivo de cana-de-açúcar no litoral brasileiro.
A cana-de-açúcar possibilitou o desenvolvimento do litoral nordestino, contribuindo para o povoamento dessa região.
As primeiras mudas de cana-de-açúcar foram trazidas por Martim Afonso de Souza e plantadas em São Vicente, no litoral paulista.
Mas foi em Pernambuco que a plantação de cana-de-açúcar teve um grande desenvolvimento, pois o clima quente e úmido e o solo do Nordeste eram muito favoráveis ao cultivo da cana.
Como Portugal não tinha condições suficientes para montar uma empresa açucareira no Brasil, os portugueses pediram ajuda aos holandeses, que financiaram as despesas.
Em troca, os holandeses exigiram o direito de refinar e vender o açúcar brasileiro na Europa.
Assim a maior parte dos lucros obtidos com o comércio do açúcar ficava para a Holanda.
A produção de açúcar nos engenhos do nordeste foi, durante muito tempo, a principal atividade econômica do Brasil Colônia.
 
O NOME DA FAZENDA DA CANA-DE-AÇÚCAR É ENGENHO.
 
No início, eram escravizados índios, para trabalharem na lavoura de cana-de-açúcar. Depois os negros africanos foram escravizados.
O tráfico de escravos começou em 1532 e só terminou em 1888.
A escravidão do negro era muito lucrativa para os portugueses porque: o dinheiro ganho com a venda dos negros ficava para Portugal; os negros não recebiam salário.
Os escravos tinham uma vida muito difícil. Eles trabalhavam muito e não tinham nenhum direito. Eram considerados seres inferiores e recebiam castigos violentos.
Muitos negros se revoltavam e fugiam. Esses fugitivos formavam povoações chamadas QUILOMBOS.
Nos quilombos eles se dedicavam a agricultura, que era muito desenvolvida.
Os habitantes dos quilombos são chamados QUILOMBOLAS.
O quilombo mais famoso foi o de Palmares, no Estado de Alagoas.

HISTÓRIA DO BRASIL: GOVERNO - GERAL


Por causa do fracasso da maioria das capitanias hereditárias, o rei de Portugal, d. João III, resolveu criar um governo geral no Brasil.
Esse governo ficou responsável por todas as capitanias.
O 1º governador-geral foi TOMÉ DE SOUSA, que governou de 1549 a 1553. Vieram junto com Tomé, os primeiros jesuítas, chefiados por Manuel de Nóbrega. Principais fatos: Fundação de Salvador, a primeira capital do Brasil; Desenvolvimento das lavouras de cana-de-açúcar no Nordeste e construção de engenhos; Criação do primeiro bispado; Início da criação de gado no Nordeste.
O 2º governador-geral foi DUARTE DA COSTA. Com ele vieram outros jesuítas, entre os quais estava o padre José de Anchieta. No governo de Duarte aconteceram muitos conflitos, como a revolta dos índios contra os colonos, que queriam escravizá-los. Os jesuítas eram contra a escravidão e defendiam os índios, por isso, jesuítas e colonos brigavam muito; O Rio de Janeiro foi invadido pelos franceses que se uniram aos índios contra os portugueses e fundaram. Essa revolta ficou conhecida como Confederação dos Tamoios. O fato mais importante do governo de Duarte foi a fundação do Colégio São Paulo, pelos jesuítas, em 1554. Esse colégio deu origem a cidade de São Paulo.
O 3º governador-geral foi MÉM DE SÁ. Principais fatos: fim da Confederação dos Tamoios; fundação da cidade do Rio de Janeiro, em 1565; expulsão dos franceses do Rio de Janeiro em 1567. O governo dele foi muito bom trazendo grande desenvolvimento para a produção açucareira e o comércio. Após a morte de Mém de Sá, Portugal dividiu o Brasil em dois governos: o do norte com sede em Salvador e do sul com sede no Rio de Janeiro.
A partir de 1578, o Brasil voltou a ter um só governo, com a capital em Salvador.
Mais tarde, os governadores-gerais passaram a ser chamados de vice-reis.
O Brasil foi governado por vice-reis até a chegada da família real em 1808.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

HISTÓRIA DO BRASIL: CAPITANIAS HEREDITÁRIAS


O governo português não dispunha de recursos para colonizar todo o Brasil, por isso resolveu utilizar o sistema de CAPITANIAS HEREDITÁRIAS.
Capitanias hereditárias foi a divisão do Brasil em 15 lotes de terra que foram dadas as pessoas chamadas donatários.
As capitanias eram doadas, mas o governo português tinha o direito de exigir as terras de volta.
Os donatários deveriam iniciar a colonização da terra usando seus próprios recursos.
Eles tinham direitos e deveres, que eram determinados na carta de doação da capitania.
DIREITOS: Escravizar e vender índios; distribuir terras aos colonos para desenvolver a agricultura; cobrar impostos sobre os produtos da terra; aplicar as leis aos colonos e índios.
DEVERES: colonizar a capitania; fundar vilas; defender a terra contra o ataque de estrangeiros; desenvolver a agricultura e a pecuária; proteger os colonos.
Somente duas capitanias prosperaram: a de Pernambuco e a de São Vicente.
A capitania de Pernambuco, além de ser bem administrada por Duarte Coelho, prosperou por causa do cultivo da cana-de-açúcar. A de São Vicente prosperou por causa dos grandes investimentos feitos pelo Martim Afonso.
As outras fracassaram por vários motivos: falta de recursos dos donatários, ataques de índios e franceses, falta de pessoas para colonizar, desinteresse de alguns donatários; falta de apoio da coroa portuguesa, grande extensão de lotes de terra.
Apesar do fracasso de muitas capitanias, elas foram importantes porque impediram que estrangeiros tomassem posse do território brasileiro.

quarta-feira, 9 de julho de 2014

HISTÓRIA: OS PRIMEIROS TEMPOS DO BRASIL COLÔNIA


OS PRIMEIROS TEMPOS DO BRASIL COLÔNIA
 
Depois de seu descobrimento, em 1500, o Brasil passou a ser colônia de Portugal.
Durante os primeiros tempos, o governo português não se interessou pelo Brasil, pois estavam interessados no comércio das especiarias, feito com as Índias, que era muito lucrativo e também por não encontrarem aqui produtos que dessem grandes lucros.
Para conhecer melhor a terra descoberta e procurar riquezas, o rei de Portugal mandou para o Brasil as Expedições Exploradoras.
Enviou também as Expedições Guarda- costas, para defender a terra do ataque de estrangeiros.
Essas expedições não alcançaram o resultado desejado, pois o litoral brasileiro era muito grande e cada vez era maior o ataque de estrangeiros interessados no pau-brasil.
No ano de 1501, foi enviada ao Brasil, a 1º expedição exploradora, chefiada por Gaspar de Lemos. Ele percorreu o litoral brasileiro, dando o nome do santo do dia aos acidentes geográficos.
Em 1502, foi enviada a 2º expedição exploradora, chefiada por Gonçalo Coelho.
 
FOI NESTE PERÍODO QUE ANGRA DOS REIS FOI DESCOBERTA EM 06 DE JANEIRO DE 1502.
 
Foi fundada uma feitoria e um forte em Cabo Frio, no atual Estado do Rio de Janeiro.
FEITORIAS: eram locais usados para guardar o pau-brasil, a ser embarcado para a Europa.
A única riqueza encontrada no litoral, nessa época, foi o pau-brasil, que era levado pelos portugueses, para ser vendido na Europa.
Do pau-brasil, tirava-se uma madeira de cor avermelhada, da qual se extraía uma tinta para tingir tecidos.
Interessados pelo pau-brasil, os franceses começaram a invadir o litoral brasileiro.
Para defender a terra, o rei de Portugal enviou para o Brasil as expedições guarda-costas. Elas chegaram nos anos de 1516 e 1526 e foram chefiadas por Cristóvão Jacques.
As expedições guarda-costas percorreram o litoral, lutando com os franceses e aprisionando navios cheios de pau-brasil.
Devido à grande extensão do litoral, essas expedições não foram suficientes para impedir o ataque dos estrangeiros.
Assim, para garantir a posse da terra, Portugal decidiu iniciar a colonização do Brasil.
 
INÍCIO DA COLONIZAÇÃO DO BRASIL
 
Durante muito tempo, o Brasil permaneceu abandonado. Em 1530, o rei de Portugal decidiu iniciar a colonização da terra. Vários fatores contribuíram para o início da colonização do Brasil:
·         O comércio com as Índias, que era o maior interesse de Portugal, entrou em decadência;
·         Portugal corria o risco de perder o Brasil para os franceses, que aqui vinham em busca do pau-brasil;
·         Havia possibilidade de encontrar minerais preciosos nas terras brasileiras.
Em 1530, o rei de Portugal mandou para o Brasil uma expedição colonizadora, chefiada por Martim Afonso de Souza, que tiveram como principais objetivos: iniciar a colonização da terra, combater o contrabando de pau-brasil dos franceses e explorar o litoral para encontrar riquezas.
Com Martim Afonso vieram 400 colonos para habitar a terra, entre os quais havia muitos degredados (pessoas expulsas de Portugal).
Para iniciar a agricultura, foram trazidas sementes, instrumentos agrícolas e mudas de cana-de-açúcar.
O açúcar era um produto de grande valor na época, por isso interessava ao rei de Portugal cultivar a cana-de-açúcar.
Martim Afonso percorreu todo o litoral brasileiro, fundando no litoral paulista, a vila de São Vicente, em 1532 e iniciou a plantação de cana-de-açúcar e construiu o primeiro engenho do Brasil.
Mas o litoral brasileiro era muito grande e precisava ser povoado rapidamente por causa das invasões dos franceses.
O governo português não dispunha de recursos para colonizar todo o Brasil, por isso resolveu utilizar o sistema de CAPITANIAS HEREDITÁRIAS.